NOTÍCIAS
23/03/2016

ENTREVISTAS - Empreendedorismo e liderança feminina marcam Encontro da Mulher

O 2º Encontro da Mulher na Profissão Contábil, ocorrido no dia 17 de março, na sede do Sindiconta-RS, promoveu uma conversa com duas lideranças femininas de áreas distintas do mercado: construção civil e consultoria/treinamentos. Ambas concederam entrevistas ao site do sindicato, como você pode conferir a seguir.

  

ENGENHEIRA STEPHANIA PORTELLA

 

Stephania Portella Nunes Fração é diretora superintendente do Grupo Sultepa S/A, referência na área da Construção Civil no RS e que, em 2016, completa 60 anos de atividades.Graduada em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pós-graduada em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas, ela é responsável por todas as áreas da empresa, principalmente a financeira e a de gestão, atuando na interface entre as obras, que representam fonte de receitas, e as equipes administrativas. Para Stephania, “a mulher é o futuro, é uma tendência sem volta”. Ela credita a capacidade de liderança feminina à visão ampla e à atenção para os detalhes.

 
O Grupo Sultepa, empreendimento familiar, encontra-se atualmente em processo de Recuperação Judicial.

Passou por um processo de redução de pessoal, inclusive na Diretoria, e busca se reestruturar.

 

 

Site SINDICONTA: Que desafio representa a condução do Grupo Sultepa nessa etapa de Recuperação Judicial?

Stephania Portella: É um desafio por ser uma empresa grande e com muita tradição no RS, que completa 60 anos em 2016, que está passando por um momento de crise, assim como o Estado. É uma empresa que trabalha basicamente para o governo, então ela sofre com as oscilações. Em 2015 entrou em recuperação judicial e agora está passando por uma reestruturação. Eu entendo isso como uma oportunidade e, no final da crise, acredito que sairemos mais fortes.

 

Site SINDICONTA: O protagonismo feminino foi um dos motivos para o convite ao Encontro no Sindiconta-RS. Que mensagem você deixa, com base em suas experiências?

 

Stephania Portella : Já ocupamos um espaço muito forte, mas temos um desafio muito grande. É possível perceber a presença feminina maior em vários ramos, embora o RS tenha uma tendência menor, com muito a crescer, mas há muita oportunidade, principalmente na crise.

 

Site SINDICONTA: A área da Engenharia ainda é vista como predominantemente masculina. Como foi seu desenvolvimento profissional na construção civil?

 

Stephania Portella: Quando me graduei pela UFRGS, em 2007, dos 65 formandos 13 eram mulheres. A Engenharia estava sendo valorizada novamente e incentivada pelo governo. O desafio maior é ser protagonista. Minha experiência é positiva, pois lidar com pessoas simples nas obras é muito mais fácil do que se imagina. Há um respeito à figura feminina que remete à figura materna que eles têm em casa. É muito mais difícil lidar com os pares, outros engenheiros em cargos de Direção, do que com os operários. Mas ainda temos bastante a contribuir dentro da engenharia, e isso tem que melhorar.

 

Site SINDICONTA: Que incentivo você dá às mulheres que desejam empreender?

 

Stephania Portella: A mulher atualmente tem oportunidades, um perfil de crescimento e um olhar mais global sobre o negócio. Para ter um cargo de chefia, de liderança, há mais facilidade em relação aos homens. Só é preciso ter confiança para ter sucesso.






ADVOGADA ANGELA IZIDRO

 

Ângela Izidro Macedo é fundadora e diretora da LEFISC – Legislação Fiscal, empresa de consultoria e capacitação profissional.  Redatora de matérias nos âmbitos Estadual e Municipal do Portal LEFISC, também é autora do livro “O ICMS do Estado do Rio Grande do Sul à luz do Direito Tributário Nacional”. Iniciou a carreira de palestrante aos 23 anos e, em 2006, fundou seu empreendimento. Atua como instrutora de cursos, palestrante do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CRC-RS) e é professora universitária no âmbito tributário. Adepta do planejamento, diz que “é preciso ter meta e foco para tudo na vida”. Como gestora, acredita que “a centralização é a pior coisa que existe”, e que “a Diretoria deve saber o que a Administração pensa” para o bom andamento de um negócio.

 

Site SINDICONTA: Como teve início a trajetória da LEFISC - Legislação Fiscal e em que estágio se encontra atualmente?

 

Eu era palestrante em vários eventos, o que tornou meu nome conhecido no mercado. Quando fundei a LEFISC, começamos a ter clientes fruto desses contatos, realizando cursos, palestras e, posteriormente, vendendo o serviço de consultoria. No início, éramos uma empresa gaúcha. Hoje, digo com orgulho que ela atuamos em 22 Estados do Brasil, estando no ranking da maior empresa de consultoria do RS e estamos atingindo esse patamar também em nível nacional.

 

Site SINDICONTA: Quais os seus próximos desafios à frente da empresa?

 

Atualmente estamos lançando o Ensino a Distânica (EAD) e o meu grande sonho é concretizar a Unifisc - Universidade da Lefisc, em 2017.

 

Site SINDICONTA: Que mensagem você procura passar às mulheres com sua trajetória empreendedora?

 

As mulheres devem ter foco em seus objetivos e muito trabalho para a concretização dos seus ideais e dos seus sonhos. Com isso e seriedade elas irão alcançar suas metas.

 

Site SINDICONTA: Como você aconselha as estudantes de contabilidade e as profissionais em relação à formação continuada?

 

Recomendo a busca constante do conhecimento. Isso é importantíssimo. Para nos mantermos nesse ramo, nós temos de estar sempre atualizadas.  

 

 




Créditos: Eduardo Borba - Ass. e Consult. em Comunicação



Rua Hoffmann, 724 - Telefone (51) 3346.6362 | 3222.5096 - CEP 90220-170 - Porto Alegre - RS